logo RCN
CALOR FORTE

Conheça os cuidados necessários com a saúde durante onda de calor intenso

  • SeCom SC -

Uma massa de ar quente que atua sobre Santa Catarina provoca calor intenso no estado pelo menos até a sexta-feira, 9.

Nos próximos dias, as temperaturas máximas ficam acima dos 35°C em praticamente todas as regiões, podendo chegar aos 40ºC em áreas próximas à divisa com o Rio Grande do Sul e na fronteira com a Argentina, além do Vale do Itajaí, de acordo com a previsão da Defesa Civil.

“Ao longo da semana, os dias já amanhecem abafados e as temperaturas se elevam rapidamente até o período da tarde. Até quarta-feira, estão previstas máximas por volta dos 38ºC em algumas áreas. No restante da semana, elas devem ficar perto dos 35ºC em todas as regiões”, ressalta a meteorologista da Secretaria de Estado da Proteção e Defesa Civil Nicolle Reis.

O calor intenso pode provocar alguns problemas de saúde, aumentando, por exemplo, o risco de desidratação, insolação e o agravamento de doenças cardiorrespiratórias.

Para amenizar os efeitos negativos das altas temperaturas, alguns cuidados são fundamentais.

O principal deles é beber bastante água, mesmo antes de sentir sede, para manter o corpo hidratado. Além disso, a água também ajuda a manter a temperatura do corpo mais resfriada, reduzindo os riscos de uma insolação. A recomendação é ingerir entre dois e três litros de água em pequenas quantidades ao longo do dia.

Também é necessário aumentar os cuidados com a hidratação de crianças, idosos e gestantes, que são mais vulneráveis aos efeitos do calor intenso.

Alimentação requer atenção especial

Manter uma alimentação balanceada durante os dias mais quentes também ajuda a prevenir as consequências negativas do forte calor no organismo.

Os alimentos pesados e muito gordurosos devem ser evitados, porque têm o processo de digestão mais lento e demandam mais energia do corpo.

“É muito importante a ingestão de alimentos leves e frescos, como saladas e frutas, que têm mais fácil absorção. Também não é recomendável comer em grandes quantidades em uma única refeição”, explica o superintendente de Vigilância em Saúde de Santa Catarina, Fábio Gaudenzi.

Deve-se tomar cuidado, ainda, com a higiene dos alimentos e evitar se alimentar em locais desconhecidos e com higiene precária. A falta de cuidados pode resultar em gastroenterites e infecções intestinais, o que pode aumentar a desidratação.

Também é preciso evitar o consumo excessivo de bebidas alcoólicas neste período para reduzir a perda de líquido do corpo.

Cuidados durante a prática de exercícios físicos e exposição ao sol

A exposição ao sol deve ser evitada das 10h às 16h. Além do risco de desidratação, a radiação ultravioleta neste período é intensa, o que pode causar queimaduras na pele e até insolação.

As pessoas devem procurar locais com sombra e bem ventilados. Caso a exposição ao sol seja inevitável, é fundamental usar protetor solar, além de chapéus e bonés.

Os exercícios físicos não são recomendados durante o período mais quente do dia, devendo ser feitos bem cedo pela manhã ou no final da tarde, quando as temperaturas não são tão elevadas. Além disso, a hidratação deve ser intensificada ao longo da atividade.

O médico Fábio Gaudenzi alerta para a importância de seguir essas recomendações. “A atividade física eleva a temperatura corporal, por isso não deve ser realizada durante o período mais quente do dia. O calor excessivo e a falta de hidratação adequada podem provocar problemas de saúde como queda de pressão e aumentam o risco de doenças cardiovasculares”.

Outra indicação é usar roupas leves, largas e de cores claras, que facilitam a diminuição da temperatura do corpo.

SeCom SC

Em 2024, Piratuba já registra 46 focos do mosquito Aedes Aegypti Anterior

Em 2024, Piratuba já registra 46 focos do mosquito Aedes Aegypti

Ministra pede apoio da população para eliminar focos de dengue em casa Próximo

Ministra pede apoio da população para eliminar focos de dengue em casa

Deixe seu comentário